Tendências de marketing digital para 2018

 In Marketing Digital, Planejamento

Uma discussão comum entre os profissionais de marketing no início de cada ano é quais serão as tendências na área: quais tecnologias, estratégias, ações, canais e plataformas não podem ser deixados de lado? O que trará os melhores resultados? O que não pode ser ignorado na sua estratégia de marketing e marketing digital naquele ano? Todos os anos, essas perguntas surgem e as respostas, apesar de não serem consenso entre os especialistas da área, acabam guiando o planejamento e o orçamento de marketing de muitas empresas, independente do segmento.

Pensando nisso, separamos neste artigos algumas das tendências de marketing digital que acreditamos ser fortes em 2018, e que podem gerar os melhores resultados para nossos clientes e parceiros. Confira a nossa lista!

1) Marketing de conteúdo

O conteúdo relevante e de qualidade continuará sendo um dos grandes protagonistas do marketing digital ao longo de 2018: além de ser uma estratégia mais barata do que as ações mais tradicionais, ela é fundamental para empresas que querem se posicionar na internet, gerar mais leads, construir uma relação de confiança com clientes e potenciais clientes e, consequentemente, gerar mais receita.

2) Chatbots

Tecnologias de chatbots se fortaleceram no último ano e serão indispensáveis para as empresas que vão investir em marketing digital durante 2018. Segundo uma pesquisa realizada durante a Social Media Week, 65% dos profissionais de marketing irão investir em chatbots neste ano. Isso se dá, especialmente, pelo novo perfil dos consumidores, que buscam respostas cada vez mais rápidas e objetivas das empresas com as quais interagem.

Para quem quer começar a investir nisso, uma boa sugestão é o plugin do Facebook Messenger para websites de empresas. A plataforma de comunicação do Facebook permite não só o contato “humano” entre organizações e clientes, como também o uso de robôs para essa conversa, otimizando o trabalho de profissionais da área e reduzindo custos com grandes centrais de atendimento e suporte ao consumidor.

3) Comunidades e grupos em redes sociais

Para este ano, podemos esperar o fortalecimento dos grupos e das comunidades em redes sociais como forma de engajar e fortalecer a relação entre empresas e seus seguidores. Para isso, é preciso que as empresas estejam atentas ao gerenciamento de seus perfis em redes sociais como o LinkedIn e Facebook, interagindo com seus seguidores, criando um canal de diálogo entre a marca e seus potenciais clientes, e contribuindo para o crescimento e sucesso da marca nestes canais.

Além disso, a criação de grupos para discussões, divulgação de conteúdo, etc. sobre o segmento ou área de atuação da empresa também auxilia no algoritmo dos perfis das organizações, sendo uma oportunidade para driblar o declínio do alcance orgânico nas redes sociais. Seguidores que fazem parte desses grupos e que interajam com a sua marca com frequência terão mais chance de propagar o conteúdo que está sendo compartilhado.

4) Conteúdo gerado pelo usuário

No tópico anterior falamos sobre como alguns canais podem transformar seus seguidores em embaixadores do conteúdo que você produz. Mas, em 2018, seus clientes e potenciais clientes não apenas compartilharão o que você posta, como irão criar conteúdo para sua marca. É o famoso conteúdo gerado pelo usuário, ou UGC (User Generated Content), ou seja, tudo aquilo a respeito de uma empresa, produto ou serviço que foi produzido ou divulgado espontaneamente por pessoas comuns e não por uma marca.

A grande vantagem dessa tendência do marketing digital é a sensação de proximidade e confiabilidade, que, muitas vezes, não consegue surgir quando o conteúdo é criado pela própria empresa. Como já disse Mark Zuckerberg, “Pessoas influenciam pessoas. Nada influencia mais a decisão de compra que a recomendação de um amigo confiável”.

5) SEO local

Técnicas de SEO mudam a cada ano, especialmente por conta de novas tecnologias e hábitos dos consumidores. Apesar das técnicas básicas permanecerem praticamente as mesmas, uma tendência esperada para este ano é o uso cada vez mais forte de SEO local, ou seja, estratégias que buscam otimizar conteúdos, páginas e domínio de uma empresa para permitir que o internauta encontre uma solução perto do local onde está e tenha acesso mais fácil e rápido ao produto ou serviço que precisa.

Com o uso crescente de dispositivos móveis, e por isso com a localização do usuário potencialmente disponível, essa tendência é uma das grandes apostas do marketing digital para esse ano.

6) Mobile

Nos últimos anos vimos um crescimento exponencial do uso de dispositivos móveis: de 2014 a 2018, o número de usuários passou de 1,5 bilhão para 2,4 bilhões no mundo todo. Com o domínio do mobile, as empresas deverão se adaptar à nova realidade para conseguir tráfego via dispositivos móveis. Para isso, entender os hábitos e otimizar a experiência do consumidor através de conteúdos adaptáveis para esses dispositivos é indispensável para quem quer marcar presença no ambiente digital.

7) Funis de conversão

Quando falamos em marketing digital, é inevitável pensarmos em funis de conversão e na jornada de compra do cliente. Para este ano, espera-se que os funis de conversão tenham menos passos. Em um ambiente como o digital, onde a concorrência é acirrada e os funis de conversão precisam ser cada vez mais rápidos, investir em ferramentas de remarketing que ofereçam a possibilidade de uma segmentação mais precisa é fundamental.

Se, por um lado, as campanhas deverão ser mais planejadas e estruturadas para que os funis de conversão sejam mais rápidos, por outro, os investimentos em mídia paga serão reduzidos, uma vez que as campanhas serão mais assertivas.

Quais dessas tendências estão no seu planejamento de marketing digital para 2018? Quer saber mais sobre cada uma delas? Entre em contato com nossos especialistas e vamos descobrir quais são as tendências mais interessantes para sua empresa.

Recent Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search