Métricas em marketing digital: atenção às que importam

 In Marketing Digital

“Marketing sem dados é como dirigir de olhos fechados”. A frase dita por Dan Zarrella não poderia ser mais verdadeira: imagine só dirigir de olhos fechados, sem saber para onde está indo ou o que está no seu caminho. Quando pensamos em marketing digital, é a mesma coisa: você investe sua verba em diversas ações em canais online, mas, sem dados e métricas, é impossível saber se elas estão funcionando e se seus objetivos de marketing estão sendo atingidos.

No artigo de hoje, conversaremos sobre a importância das métricas em uma estratégia de marketing digital, quais são os dados aos quais você deve dar uma atenção especial e quais são aqueles que podem até ser tentadores, mas que não dizem muito sobre seu desempenho no ambiente online. Vamos começar?

A importância das métricas em marketing digital

Foi-se o tempo em que o marketing servia apenas para construção e divulgação de marca e que todos os esforços de vendas ficavam nas mãos da equipe comercial. Hoje em dia, uma das funções mais importantes do marketing é gerar leads e contribuir para o aumento da receita de uma organização. No entanto, trabalhar baseado no “achismo” não é mais uma opção e tornou-se um dos maiores erros que podem ser cometidos por profissionais da área.

Com o apoio de diversas tecnologias e ferramentas de análises de métricas e resultados, podemos entender quais ações estão funcionando, o que pode ser otimizado, ou até mesmo cancelado naquele momento, fazer ajustes necessários nas campanhas e ações em tempo real e, por fim, medir com precisão quanto de receita foi gerada em cima dos esforços de marketing, calcular o retorno sobre o investimento e provar a importância desses esforços na estratégia da empresa.

Métricas reais x Métricas da vaidade

Um erro comum cometido por muitas empresas quando o assunto são métricas em marketing digital é cair na tentação das chamadas “métricas da vaidade”, ou seja, aqueles dados que não provam a contribuição das ações digitais para a geração de oportunidades de negócio, nem mostram como otimizar as ações. É importante ressaltar que elas não devem ser ignoradas, mas, em uma visão do todo, elas não são fundamentais para o seu negócio.

Especialmente nas redes sociais, essas métricas são aquelas mais facilmente identificáveis e que ajudam a “inflar” o ego dos profissionais envolvidos, mas, no fim das contas, não contribuem para os objetivos da empresa. Alguns dos exemplos mais clássicos das métricas da vaidade são: número de seguidores em redes sociais, likes e compartilhamentos em publicações, taxa de cliques, taxa de rejeição, downloads, impressão de anúncios, taxa de abertura de email marketing, etc.

Vale ressaltar que tudo depende da sua estratégia e seus objetivos de marketing digital. Por exemplo, a taxa de cliques: saber se você está conseguindo gerar tráfego para seu site através de um anúncio é importante, mas por trás da métrica deve existir um objetivo bem definido. Se você tem uma alta taxa de cliques, mas uma baixa taxa de conversão ou tempo de permanência na página, será preciso reavaliar a landing page para a qual o visitante é direcionado.

Mas, então, quais métricas realmente importam?

Agora que já entendemos a importância das métricas e o que são as métricas da vaidade, chegamos no ponto mais importante deste artigo: quais são as métricas que realmente importam para sua estratégia de marketing digital. Separamos abaixo algumas das mais relevantes:

  1. Taxa de conversão de campanhas: considere conversão como o objetivo da sua campanha, seja a concretização de uma venda, um contato com a equipe de vendas, o download de um material, etc. Por exemplo, pode ser que 100 visitantes acessem a página para download de um ebook que sua empresa disponibilizou, mas apenas 10 deles preencheram o formulário e concluíram o cadastro. Ao ter esses dados em mãos, você poderá entender por que as pessoas estão chegando até a página, mas não estão fazendo o download do material, e o que você pode fazer para aumentar a taxa de conversão.
  2. Custo de Aquisição por Cliente (CAC): o CAC é uma métrica para entender quanto um cliente “custa” para a empresa, ou seja, quanto um negócio está investindo para conquistar cada novo cliente. Esse cálculo é fundamental para saber como está a saúde do seu negócio e saber se é necessário tomar atitudes para reduzir os custos de aquisição de novos clientes.
  3. Conversões ao longo do funil: a partir do momento que um visitante se transformou em lead, você precisa saber em qual fase do funil de vendas ele se encontra e ofertar conteúdo que faça com que ele se mova no funil. Com essas métricas, você saberá se está aplicando técnicas eficientes de atração, conversão e retenção de leads.
  4. Número de visitantes únicos: Diferente de pageviews, essa métrica mostra quantas pessoas visitaram o seu site, independente de quantas vezes ela o fez. Esse dado é importante para saber se você está conseguindo manter sua audiência renovada e seu funil movimentado, duas coisas fundamentais para o fechamento de novos negócios.
  5. Número de leads gerados: quando falamos em marketing digital, especialmente no segmento B2B, nosso grande objetivo é gerar leads, por isso, essa é uma das métricas mais importantes pois ela mostra se suas ações estão sendo realmente efetivas e estão trazendo novos clientes para a empresa.

Gostou do assunto? Aproveite e baixe agora o nosso ebook “Web Analytics na Prática”. E, se ficou com alguma dúvida, entre em contato com a Tech4Biz. Será um prazer ajudá-lo!

 

Recent Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search